CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
5 + 1 =
Resolva este simples problema de matemática e introduza o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.

Refugees Welcome Portugal procura Anfitriões para Refugiados no Grande Porto

Descrição

A recém-criada equipa do Porto do projeto Refugees Welcome Portugal está à procura de novos voluntários e de anfitriões que queiram partilhar a sua casa. Procuramos proprietários que queiram ser anfitriões dos refugiados residentes na zona do Porto. O serviço de partilha de casas é para ser temporário, tem uma estadia mínima de 3 meses e um máximo de 1 ano, sendo as condições adaptáveis as necessidades e disponibilidade de cada caso, tanto da parte do refugiado como do proprietário.

Vivemos num mundo em rápida mudança, no qual a crise dos Refugiados e da migração tem um importante impacto, não apenas económico, político, mas também no plano social dos países, nomeadamente nas organizações intergovernamentais/não governamentais e grupos da sociedade civil.

O objetivo da Refugees Welcome Portugal (RWP) é assegurar que os Refugiados que já se encontram em Portugal consigam viver em apartamentos partilhados, nomeadamente com nacionais do país no qual pediram asilo, em vez de instalações de acolhimento em massa, o que também pode facilitar a integração dos mesmos no país. O objetivo a longo prazo é criar um clima de boas vindas, através do qual os Refugiados e os nacionais consigam coexistir pacificamente e através do qual os Refugiados se integrem bem na sociedade Portuguesa.


Fazemos parte da Associação de Bem-vindos Refugiados Internacional, que começou na Alemanha e que, actualmente, se espalhou por mais de 10 países em todo o mundo. Recentemente o projeto chegou ao Porto, onde existe agora também uma equipa da RWP.

Para além de voluntários que possam disponibilizar o seu tempo e conhecimentos especializados, procuramos proprietários que queiram ser anfitriões dos refugiados residentes na zona do Porto. O serviço de partilha de casas é para ser temporário, tem uma estadia mínima de 3 meses e um máximo de 1 ano, sendo as condições adaptáveis as necessidades e disponibilidade de cada caso, tanto da parte do refugiado como do proprietário.

Os anfitriões que queiram partilhar a sua casa com um refugiado podem registar-se aqui.

 

 

Processo

1. Apúntate1. Registe o seu apartamento

Acomodar refugiados em casas particulares pode ter benefícios para ambas as partes: os refugiados têm acesso a uma habitação condigna, aprendem a língua portuguesa e mais facilmente adaptam-se à sua nova realidade. A pessoa que acolhe, por outro lado, terá contacto com uma nova cultura e estará a contribuir para ajudar uma pessoa a ultrapassar uma situação difícil. Se quiser participar neste projeto, registe-se aqui. Quando registar o seu apartamento vamos pedir-lhe alguns detalhes sobre a sua situação habitacional, tais como o número de pessoas que vivem consigo, as línguas que fala, a sua cidade, se tem animais, etc. Esta informação irá ajudar-nos a fazer o matching entre os refugiados e as pessoas/proprietários disponíveis para a partilha.


2. Primer contacto2. Entrar em contacto

Depois de se registar, iremos encontrar o/a novo/a colega de casa mediante um conjunto de características em comum com especial atenção à sua condição habitacional. Quando estiverem reunidos todos os fatores que consideramos por ambos essenciais à partilha de casa, ambas as partes serão colocadas em contato por intermédio da nossa equipa. Após este processo e no final de algumas fases, se ambos estiverem de acordo com os objectivos estipulados de cada um/a, dá-se o *matching e então teremos o inicio da partilha de casa. Na nossa secção de FAQ explicamos melhor este processo.


3. Buscar financiación3. Financiamento

Se escolher financiar a renda do refugiado, há muitas opções para o fazer. Contacte-nos para mais informações.


4. ¡Vamos allá!4. Temos matching, vamos lá!

Depois de ambos estarem em comum acordo com a partilha de casa, mediante todo o processo anterior, finalmente temos o matching e a partilha de casa tem o seu inicio. Com a mudança do seu/sua novo/a colega para a sua casa, a nossa equipa irá dar-lhe todo o apoio que necessitar durante este tempo e estaremos disponíveis para responder a qualquer dúvida que possa surgir. Após o matching, ambas as partes são acompanhadas por mentores que irão ajudar nesta nova fase de vida e realidade. O objectivo é integrar o refugiado/a na sociedade, nomeadamente na procura de emprego, para tal facilitamos aulas de língua portuguesa e auxiliamos no conhecimento da cidade e suas funcionalidades (por exemplo, informação sobre os transportes, segurança social, finanças, etc.) Unidos com outras associações e trabalhando em equipa podemos fazer com que um/a refugida possa alcançar mais rapidamente autonomia.

Formulário de inscrição

Voluntários inscritos 5 / 20

Pesquisa de oportunidades

Escreva a palavra-chave (ex. sem-abrigo, infância, juventude, ambiente, etc.)